Julho 2016

 

Manuel Mar

A DAMA DA PRIMAVERA

Autor: Manuel Mar

A Primavera é como a bela dama,

Género: 
 

Prognóstico

Género: 
 

O Pássaro que mia e o Gato que pia

Género: 
 

Nocturne: op.1 in F-minor7.

Chopin , és o meu melhor amigo.

Mil perdões a vós, outros poetas.

 

Ver eu dia cinzento e encontrar-me a ouvir

todas as Nocturnas durante o dia.

Género: 
 

Desinsperado

Já nem sei porque te amo.

Já passou o tempo. Simplesmente aprendi a amar-te.

Como uma criança que educam que o fogo está quente.

Será que o fogo está sempre quente?

Género: 
 

Palavras

Já pesam as palavras,

são várias.

Crias na mente e,

as palavras,

atormentam-te.

Acordar perturbado,

ouvir calado,

morrer sentado.

Género: 
 

Homem Sonhador

Homem sonhador,

tu que voas.

Revela-me a tua dor:

da tristeza , da agonia e da paixão.

 

Sem rigidez poética,

tu crias essa vida 

Género: 
 

Reflexões de domingo.

No silêncio,

o meu pensamento é cristal.

No barulho,

pensar é futilidade.

Por multidões tenho reflectido.

Concluí nada e fico cansado.

Só,

Género: 
 

Poesia Infantil

Sou infantil e,

no vislumbre de

um fantasma, tornei-me

aquilo que menos desejei.

Uma inércia à apatia constante.

Perdi fado e

já não sou nada.

Género: 
 

NEM SEMPRE O MAL É VERDADE

NEM SEMPRE O MAL É VERDADE

 

Sentado à sombra da velha latada.

Joana com desgosto dormitava e pensava.

Fora no pino do verão seu marido Luciano partira.

Género: 
Top