Onde está a Esperança?

 

Onde está a Esperança?

Inglês

 

A Esperança estava perdida.
Não sabia como estivera tão distraída.
Descuidou-se por alguns instantes
e perdeu-se em meio a outras tantas.
Viu outras esperanças enxugando o pranto
e outras correndo em círculos,
em busca de um coração perdido.
Eram tantos corações sofridos
em busca da esperança perdida,
que a própria Esperança sentia-se aturdida.
Queria estar em todos os corações,
mas haviam tantos corações desiludidos,
que ela mesma se sentia perdida.
Ser Esperança era uma questão de princípios,
muitos dos quais não poderiam ser descritos.
As mensagens de  Esperança jamais chegavam
a esses lugares escuros e tão restritos.
Mas era preciso encontrar o coração
que mais precisasse de emoção.
E a Esperança então tomou uma decisão:
Procurou se instalar no coração
que mais precisasse de inspiração.
E percebeu que esse coração
que tanto precisava de esperança
era o seu próprio coração.
Como pudera se sentir perdida?
Fechou os olhos e adormeceu,
convencida de que nada estava perdido.
Bastava acreditar.
E novamente se pôs a sonhar...
 
 
 
Débora Benvenuti
 
 
 
A Esperança estava perdida.
Não sabia como estivera tão distraída.
Descuidou-se por alguns instantes
e perdeu-se em meio a outras tantas.
Viu outras esperanças enxugando o pranto
e outras correndo em círculos,
em busca de um coração perdido.
Eram tantos corações sofridos
em busca da esperança perdida,
que a própria Esperança sentia-se aturdida.
Queria estar em todos os corações,
mas haviam tantos corações desiludidos,
que ela mesma se sentia perdida.
Ser Esperança era uma questão de princípios,
muitos dos quais não poderiam ser descritos.
As mensagens de  Esperança jamais chegavam
a esses lugares escuros e tão restritos.
Mas era preciso encontrar o coração
que mais precisasse de emoção.
E a Esperança então tomou uma decisão:
Procurou se instalar no coração
que mais precisasse de inspiração.
E percebeu que esse coração
que tanto precisava de esperança
era o seu próprio coração.
Como pudera se sentir perdida?
Fechou os olhos e adormeceu,
convencida de que nada estava perdido.
Bastava acreditar.
E novamente se pôs a sonhar...
 
Débora Benvenuti
A Esperança estava perdida.
Não sabia como estivera tão distraída.
Descuidou-se por alguns instantes
e perdeu-se em meio a outras tantas.
Viu outras esperanças enxugando o pranto
e outras correndo em círculos,
em busca de um coração perdido.
Eram tantos corações sofridos
em busca da esperança perdida,
que a própria Esperança sentia-se aturdida.
Queria estar em todos os corações,
mas haviam tantos corações desiludidos,
que ela mesma se sentia perdida.
Ser Esperança era uma questão de princípios,
muitos dos quais não poderiam ser descritos.
As mensagens de  Esperança jamais chegavam
a esses lugares escuros e tão restritos.
Mas era preciso encontrar o coração
que mais precisasse de emoção.
E a Esperança então tomou uma decisão:
Procurou se instalar no coração
que mais precisasse de inspiração.
E percebeu que esse coração
que tanto precisava de esperança
era o seu próprio coração.
Como pudera se sentir perdida?
Fechou os olhos e adormeceu,
convencida de que nada estava perdido.
Bastava acreditar.
E novamente se pôs a sonhar...
 
Débora Benvenuti
A Esperança estava perdida.
Não sabia como estivera tão distraída.
Descuidou-se por alguns instantes
e perdeu-se em meio a outras tantas.
Viu outras esperanças enxugando o pranto
e outras correndo em círculos,
em busca de um coração perdido.
Eram tantos corações sofridos
em busca da esperança perdida,
que a própria Esperança sentia-se aturdida.
Queria estar em todos os corações,
mas haviam tantos corações desiludidos,
que ela mesma se sentia perdida.
Ser Esperança era uma questão de princípios,
muitos dos quais não poderiam ser descritos.
As mensagens de  Esperança jamais chegavam
a esses lugares escuros e tão restritos.
Mas era preciso encontrar o coração
que mais precisasse de emoção.
E a Esperança então tomou uma decisão:
Procurou se instalar no coração
que mais precisasse de inspiração.
E percebeu que esse coração
que tanto precisava de esperança
era o seu próprio coração.
Como pudera se sentir perdida?
Fechou os olhos e adormeceu,
convencida de que nada estava perdido.
Bastava acreditar.
E novamente se pôs a sonhar...
 
 
 
Débora Benvenuti
 
Género: 
Top