Gótico

 

EXORCISMO

Este é O exorcismo,
Aos mutilados, aos agarrados, aos esventrados,
De garras plo sangue e eu aos ossos levado,
Chorado na imensidão da miséria lançada à cova,

Género: 
 

Partir para ficar

Os meus amigos ? Eu vi-os cair... Sou feita de ferro mas puseram-me um coração de lata que enferruja com qualquer pingo de chuva. Tem sido sempre assim, inverno em mim o ano inteiro.

Género: 
 

O que há em mim

Podes conquistar-me a pele, os olhos, conquistar até mesmo o meu lado bom mas jamais conquistarás o demónio que há dentro de mim - ele não se deixa dominar antes que enlouqueças. 

Género: 
ROSAS NEGRAS  As rosas que me ofertaste / são negras, tal qual / o vermelho que pintaste / perdeu-se como banal / As rosas que me ofertaste / são negras, por sinal / o vermelho que pintaste / era meu sangue, ao final / As rosas que me ofertaste / são negras, afinal / o vermelho que pintaste / era um veneno fatal.  J.M. 2009
 

Rosas negras (versão curta)

ROSAS NEGRAS

 

As rosas que me ofertaste

são negras, tal qual

o vermelho que pintaste

perdeu-se como banal

 

Género: 
 

Sou a pessoa que fui

Todo um enorme muro ergui, escondendo o meu passado,

Sou prisioneiro do que fiz, põe em causa tudo o que faço.

Por trás, jaz quem eu era, tudo o que fui, tudo passou.

Género: 
 

Paisagens Inertes

Paisagens inertes…

Caminhos na estrada… verdes!

A longa caminhada… errada!

Répteis mortos… belos…

Doentes que mutilam seus corpos… amarelos…

Género: 
 

Árvores Caídas

Árvores caídas… natureza morta…

Orvalho vermelho…

Fecha-se mais uma porta!

A morte roça as asas…

Gritos mudos que surgem

Dentro das casas…

Género: 
Alma sem norte
 

ANÚNCIO

Pede-se a quem encontrar

Uma alminha sem norte,

Nem sorte,

De fraco porte,

O favor de a acarinhar,

De lhe dar esperança e alento

Género: 
 

Portador da luz

O quanto gosto de ti, complicado.

Homem vil, ríspido, ordinário,

Escassez de amor nesse olhar, indelicado

Se não fora a proteção, intelecto extraordinário.

 

Género: 
 

Gotica

Sou gótica,

Um ser que ama o escuro,

Um ser sensível,

Que lutou duro,

Vivo num mundo imprevisível

Visto vestes negras,

Género: 
 

Oração

a vida passa por mim
como os falecidos na câmara ardente
sentimento com fim
numa pedra que sente

Género: 
 

Arcanjo Paradoxal

Com olhos de anjo
Demónios no olhar
Peço-lhe hoje
Que me venha velar

O céu que me trás
Condena-me a ficar
Dentro do inferno
Que me deixa enxergar

Género: 
Top