Isabella Dylluan

Membro

Fotografia de Isabella Dylluan
Offline
Última vez online: há 4 anos 4 meses atrás
Membro desde: 10/03/2015 - 14:04
Pontos: 72

Género

Data de Nascimento

08-04-1981

Cidade

País

Estatísticas do membro

  • user: Isabella Dylluan
  • Conteúdos: 36
  • Visualizados: 30602
  • Comentários: 0

Conteúdo

Traças
 

Traças

A Luz e a Beleza envenenam a imaginação. Somos traças de asas ardidas na falsa chama do luar.

Género: 
Ascender
 

Ascender

Cada dia um degrau, cada patamar uma vida inteira. Profetas do absurdo, caduceadores da distância! Aqui me sento, aqui me deixo.

Género: 
Palude
 

Palude

A rotina é um reflexo imperturbável, um palude estagnado onde nos revemos. Os dias pesam num só. Os sonhos passam, as visões ficam.

Género: 
Equívocos
 

Equívocos

Que pisarias tu, a beleza venenosa da arrogante beloura ou a tenra erva humilde que veste os campos de alimento?
Cremos numa paisagem de equívocos, habitamos o lado aparente da vida.

Género: 
Neste Chão
 

Neste Chão

Ergo-me para o céu, para o alto mefístico; o corpo gelado ancora-me à terra.

Poderia ir mais além, neste ataúde infindo, mas quedo-me onde estou.

Género: 
Nada
 

Nada

Procura-me pelas veredas do esquecimento, na hipnótica solução do luar. Mas, ainda que por aqui passes, nada do meu pó verás. Os sentidos armadilham-te a vontade, embriagam-te a imensidão.

Género: 
Amanhece
 

Amanhece

Por que me olhas com desdém, por que me feres assim? Quebrada estou, não ignoro. Teimosamente diluis teus dedos de febre por entre as frondes vazias.

Género: 
Tempo
 

Tempo

Se o tempo é um rio, dele sou a margem quieta que pelos vales se entorta na dureza do devir.

Género: 
Esquecimento
 

Esquecimento

Não tenho ouro para ti, barqueiro, nem qualquer penhor com que saldar a jornada na tua barca fétida.

Se te espero, é porque em dormência te adivinho.

Género: 
Antes da Noite
 

Antes da Noite

Aí, nas paragens frias que o vento povoa, acaso não sabes tu que a noite sobrevém ao Sol que passa?

Género: 
Luar
 

Embuste

Que abismos se escondem no lastro da tua luz fingida?

Género: 
Ermo
 

Ermo

Povoam-te de murmúrios as vozes que em mim se calam.

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top