Sandra Fernandes

Membro

Fotografia de Sandra Fernandes
Offline
Última vez online: há 4 anos 5 meses atrás
Membro desde: 15/11/2013 - 15:02
Pontos: 30

Género

Data de Nascimento

9 de Maio de 1979

País

Biografia

Autora do livro de poesia "Pedaços de uma Mulher"

Autora do blog Poesias de terra e de mar

Autora do livro de poesia e prosa poética "Meu porto, meu abrigo"

Autora do livro de poesia "Rosas versus Espinhos"

Autora do blog "Fazer Amor na Cozinha"

Autora do livro infantil "Poesia no Jardim", com ilustrações de Rita Vieira Arruda

Estatísticas do membro

  • user: Sandra Fernandes
  • Conteúdos: 14
  • Visualizados: 13355
  • Comentários: 2

Conteúdo

 

Pensamentos...

Um dia quando eu for velhinha,
e minha pele enrugar,
ainda hei-de ter quem me acarinha
por toda uma vida lhe dedicar.

Género: 
 

cansados teus olhos

Teus olhos que doem, cansados

da luta que te dá a vida,

da busca em olhares molhados

Género: 
 

Abraço

Qual anaconda imponente

que abraça doce até à morte,

assim ages tu docemente

num abraço terno e forte!

 

Desejado e inquietante

Género: 
 

Soneto Verdade

A alma também envelhece

à medida que o tempo corre,

a  força diminui, o corpo morre,

só a memória não esquece!

 

Os dias contados tornam – se meses;

Género: 
 

Baía

Transformaste o dia em noite bela,

ofereceste – me o mar à janela,

levaste – me de amor ao arranha – céu.

Eu fui companheira, ouvinte, amante,

Género: 
 

Silêncio

Não é hábito sentir

essa vontade de fugir,

uma busca em desespero.

Mas hoje, o que me limita

é essa voz sufocada que grita,

esse silêncio austero.

 

Género: 
 

Urgente

Há uma casinha em cada um de nós

que se chama abrigo

com doçura na voz

e um abraço amigo.

 

Há uma casinha em cada olhar

que entre fumos e nevoeiros

Género: 
 

És um bule de chá

És um bule de chá

quente

frutado

aromatizado.

Bebo-te

doce

como se fosses

ar

adoçado

calórico

histórico.

 

Género: 
 

Voz

Dentro de nós

há uma voz

acordada

que nos alerta,

desperta,

é de consciência chamada.

Chama-nos à atenção

para a força da (in)gratidão

Género: 
 

Felicidade

Felicidade é a força da magia quando respiramos,
é a capacidade de ser e de sentir,
é a calma inquietante quando amamos,
a benção de viver e existir!

Género: 
 

Anoiteceste-me

Anoiteceste-me!

Semeaste a Lua em mim

pintaste o meu céu de estrelas

perfumaste as flores coloridas do meu jardim.

 

Anoiteceste-me!

Género: 
 

Abraços Matinais

Lá fora amanheceu!

O céu vestiu-se de azul mar

e eu acordei no abraço teu

cheia de vida e amor para(te)dar.

O sol já espreita

tímido, na manhã de Outono,

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top