Amor

 

Apenas desejo

Desejo-te

Apenas te desejo, não te amo

Amor é dádiva serena, complacente compaixão

E o que sinto por ti é apenas

Explosão de sentidos,

Género: 
 

Lancei ao vento

Olhei-te e não te vi

Procurei-te e não te encontrei,

Na brisa fresca e colorida da Primavera

Revi-te no meu sonho

Sonho perdido no limbo

Género: 
 

Esperançando

No crepúsculo incandescente das minhas memórias

Guardei o teu silêncio carregado de esplendor,

Com ele salpiquei mil sóis nunca antes vislumbrados

Género: 
 

Breve poema de amor

Resolvi escrever o mais belo poema de amor,

embrulhá-lo em celofane de cor vítrea

E nele mergulhar em esplendor

Saudar a águia em mim desenhada

Género: 
 

Afago

Apenas afago

Ternuras abraçadas no teu olhar

Pensamento que fugaz foge no seu etéreo caminho

Carícias perdidas no tempo por passar

Género: 
 

Abraçar

         Abraçar

Eu queria abraçar o mundo

Pois abraçar acalma

Abraçar enche a alma

E por momentos temos conforto

 

Género: 
 

SE SOUBESSES

~~SE SOUBESSES

Se eu tivesse aquele amor sereno,
Que tão nítido nos teus olhos vi,
Cada gesto teu, que por mais pequeno,
Eram afetos que vinham de ti.

Género: 
 

Encontra-me

Apenas o presente momento e a história por contar

Apetecendo-me escrevê-la em verso

Fazer um poema que de tão imaculado

Que pintalgasse a minha vida de cor violeta flor,

Género: 
 

Singela oferta

Em ti revejo o meu lado breu,

Asas sentidas e de mim arrancadas

Com golpes desferidos no sentir do meu ser

E tu jamais me encontrarás

Género: 
 

PELO RUMO DO TEMPO

 

Num caminho, sem parada,
sou, do tempo, seguidor,
onde "o ser, no tudo e nada",
é relativizador,

Género: 
 

Desapego

Eu sofro calada,

Faço que não vejo,

Finjo que não sinto,

Mas o meu coração  chora,

 

Eu tenho  que te deixar ir

Tu tens de partir

Género: 
 

Neto

As estrelas inebriantemente cintilam no firmamento

O teu sorriso seduz-me,

Um devaneio que anseio viver

Tocar teu corpo tão pequenino e inocente

Género: 
Top