Amor

 

TERESA

 

 

Vejo alguém em frente à mesa,
a comer belas cerejas,
de sabor "não engordar",

 

Género: 
 

Ser-se

Ser

Meu sangue é meu olhar
Dentro de um grande altar,
Que comemora o viajar
Em cada segundo de ar!

Género: 
 

DE QUE LADO ME VISTE CHEGAR?

Já viste o outono a chegar
e como é fácil esquecer os dias
Há tantas vidas dentro de nós...
Um livro aberto
um acorde para continuar

Género: 
 

Doce Lembrança

Doce Lembrança

Seu nome é uma doce lembrança

Relembra-me aquela criança

Género: 
 

SE MEUS OLHOS...

~~SE MEUS OLHOS…

Se meus olhos não m’ enganam,
Sempre que olho pra ti,
Dizem, que os teus me amam,
Será isso, que eu senti?

Género: 
 

"Camas de Ninguém"

Carrego em mim sonhos e silêncios sob a tutela do sono.

Género: 
 

"Desvelo"

O vento chora baixinho...

Género: 
 

Gracejo hipnótico

No pretérito mais que perfeito
O deleite da promessa alimentando
O ritual do silêncio explícito
Ao quebrar o elo a cada hora hipotética

Género: 
 

E Più Ti Penso

Quando mais penso em ti…
Redesenho momentos e emoções
Ponho a bandeira a meia haste
Enterro o tempo que se finou pendurado
Num letreiro das palavras encenadas

Género: 
 

POEMA SEM NOME (GESTO)

 

Género: 
 

ANDO MAL

~~ANDO MAL…

Ando mal com meu amor,
E já não sei o que faça,
Com ela, ando melhor,
E ela sem mim não passa.

Género: 
 

Uma só canção

O tempo parou e talvez outro dia
outro dia e outro dia ainda
para desistir da perfeição dos teus lábios

Deixar as palavras serem ditas por acaso

Género: 
Top