LEONEL ALBERTO

Membro

Fotografia de LEONEL ALBERTO
Offline
Última vez online: há 1 semana 2 dias atrás
Membro desde: 02/08/2016 - 23:13
Pontos: 218

Género

Cidade

Estatísticas do membro

  • user: LEONEL ALBERTO
  • Conteúdos: 109
  • Visualizados: 39073
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

MEU MUNDO

~~MEU MUNDO

O meu quarto é o meu ninho,
Onde à noite me recolho,
Sou como um passarinho,
Que voa sempre sozinho,
Mas não poisa no restolho.

Género: 
 

QUALQUER HOMEM ...

~~QUALQUER HOMEM AO NASCER

Qualquer homem ao nascer,
Nasce de olhos fechados,
Não pode inda entender,
Tantos apertos e brados.

Género: 
 

PÁSSARO NEGRO

~~PÁSSARO NEGRO

Há um pássaro negro que esvoaça,
Que traz desconfiança na penugem,
E lança a confusão onde passa,
Que o incauto engana por lambugem.

Género: 
 

BOATOS

~~BOATOS

Se não queres que de ti falem,
Não dês, então, aso a tal,
Que as virtudes não valem,
Para quem quer falar mal.

Género: 
 

A FEIRA DOS ENGANOS

~~A FEIRA DOS ENGANOS

Na Feira dos Enganos há muito orgulho,
Há muita presunção e até desdém,
Há, pois, pouca verdade e muito engulho,
E falta de amor-próprio, também.

Género: 
 

O SILÊNCIO

~~O SILÊNCIO

Eu gosto de falar com o silêncio,
Em íntimas conversas, à noitinha,
E lhe conto o que da vida penso,
E ouço, se tem ideia igual à minha.

Género: 
 

QUEM AMA O QUE TEM

~~QUEM AMA O QUE TEM

Quem ama o que tem é bom amante,
Porque ama o que lhe coube na sorte,
Não tem outro amor que lh’ importe,
Que esta vida passa num instante.

Género: 
 

O FUTURO

~~O FUTURO

Afinal, o que inquieta é o Futuro,
Mas, há quem viva, sempre, no Presente,
Porque aquele, é um lado obscuro,
Por isso, mete medo a muita gente.

Género: 
 

AMANHÃ

~~AMANHÃ…

Amanhã é domingo, o que m’ importa,
Para mim os dias são sempre iguais,
Cada hora que passa, é hora morta,
Visto que já não volta, nunca mais.

Género: 
 

POESIA DE LICEU

~~POESIA DE LICEU

Numa folha esquecida,
Que o tempo amareleceu,
Escrevi uns versos d’ amor,
Poema que ninguém leu.

Género: 
 

PERDOA, PENA MINHA...

~~PERDOA, PENA MINHA…

Seguro, ainda bem, a minha pena,
Sem quaisquer achaques ou tremeliques,
Apesar da velhice, que m’ acena,
E no computador vou dando uns cliques.

Género: 
 

SENTIR VAGABUNDO

~~SENTIR VAGABUNDO

Tenho saudade de mim,
Quando não tinha saudade,
Que bom foi viver assim,
Com tanta serenidade.

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top