Soneto

 

PÁSSARO NEGRO

~~PÁSSARO NEGRO

Há um pássaro negro que esvoaça,
Que traz desconfiança na penugem,
E lança a confusão onde passa,
Que o incauto engana por lambugem.

Género: 
 

A FEIRA DOS ENGANOS

~~A FEIRA DOS ENGANOS

Na Feira dos Enganos há muito orgulho,
Há muita presunção e até desdém,
Há, pois, pouca verdade e muito engulho,
E falta de amor-próprio, também.

Género: 
 

O SILÊNCIO

~~O SILÊNCIO

Eu gosto de falar com o silêncio,
Em íntimas conversas, à noitinha,
E lhe conto o que da vida penso,
E ouço, se tem ideia igual à minha.

Género: 
 

QUEM AMA O QUE TEM

~~QUEM AMA O QUE TEM

Quem ama o que tem é bom amante,
Porque ama o que lhe coube na sorte,
Não tem outro amor que lh’ importe,
Que esta vida passa num instante.

Género: 
 

O FUTURO

~~O FUTURO

Afinal, o que inquieta é o Futuro,
Mas, há quem viva, sempre, no Presente,
Porque aquele, é um lado obscuro,
Por isso, mete medo a muita gente.

Género: 
 

AMANHÃ

~~AMANHÃ…

Amanhã é domingo, o que m’ importa,
Para mim os dias são sempre iguais,
Cada hora que passa, é hora morta,
Visto que já não volta, nunca mais.

Género: 
 

SERÁ DA SINA

~~SERÁ DA SINA?

Se a vida é dádiva divina,
Porque será, que as há tão desgraçadas,
Será que é tudo da sua sina,
Ou que não passa tudo de charadas?

Género: 
 

UM SEGREDO

~~UM SEGREDO

Como consegues tu, inda, sorrir,
Com todas essas mágoas no teu peito,
Como consegues tu, esse teu jeito,
Que não consigo, mesmo, definir?

Género: 
 

OH!| BRANCAS NUVENS

~~OH! BRANCAS NUVENS….

Oh! Brancas nuvens, que no céu passais,
Alheias à dor e ao sofrimento,
Que cavalgais a aurora nesse vento,
Donas do tempo e dos temporais.

Género: 
 

O MEU QUERIDO AVÔ

Género: 
 

MIRADOURO

~~MIRADOURO

Quando chegar àquele miradouro,
De onde se abarca a vida toda,
Donde já se vislumbra o vindouro,
E onde o presente se acomoda,

Género: 
 

ESCREVO-TE

~~ESCREVO-TE…

Escrevo-te estes versos, pra que saibas,
Que o meu pensamento está contigo,
E por entre a solidão e as raivas,
Ainda és um porto d’ abrigo.

Género: 
Top