Manuel Ferreira Neto

Membro

Fotografia de Manuel Ferreira Neto
Offline
Última vez online: há 1 ano 2 meses atrás
Membro desde: 31/07/2016 - 22:29
Pontos: 28

Género

Data de Nascimento

22 de Janeiro de 1939

Sobre mim

Poeta amador

Biografia

Manuel Mar

Manuel Marques Ferreira
Notas: Nasci em Soudos, Paço, Torres Novas em 22/01/1939
Educação e formação: Curso Geral dos Liceus (7º ano Letras)
Curso de Inglês Prático
Experiência profissional: Tradutor de Inglês e Francês
Contabilidade Import/Export
Situação profissional: Reformado
Hobbies: Literaturas, canto coral, música e vídeos.
Publicações: Facebook, Blogger, Wordpress, Google,
Twitter, Yola, Elkablog, Skyrock, wix, etc.
Actividade poética: No meu 3º ano do Liceu, no colégio Nuno Àlvares
Em Tomar, comecei e escrever algumas quadras
De humor, sonetos, canções, fados, etc. com
Alguma regularidade, nas horas vagas, com
Diversos intervalos, e continuo a escrever, e
Nos últimos anos a publicar na net.

Estatísticas do membro

  • user: Manuel Ferreira Neto
  • Conteúdos: 14
  • Visualizados: 16812
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

O ACHADO DE AZEITE

Género: 
 

IDEIAS CLARAS

Género: 
 

O MEU QUERIDO AVÔ

Género: 
 

OS SONHOS MEUS

Género: 
 

DECLARAÇÃO À AMADA

Manuel Mar – Sonetos

 

DECLARAÇÃO À AMADA

 

Quero ser o terno encanto dos teus sonhos,

Género: 
 

NÃO SEI O QUE DE MIM PENSAM

Manuel Mar - Quadras

 

NÃO SEI O QUE DE MIM PENSAM

(Tópicos de Aleixo)

 

NÃO SEI O QUE DE MIM PENSAM

Mas gostava que me dissessem,

Embora que mal me conheçam:

Toda a confiança, me merecem.

 

QUANDO ME VÊEM CHORAR;

Sem saberem os meus motivos,

Não vos quero sequer contar,

Para não os ver entristecidos!

 

MAS QUERO QUE SE CONVENÇAM

Que ando a viver sem problemas,

E que também não se esqueçam…

Que viver é vencer nossos dilemas!

 

QUE A DOR TAMBÉM FAZ CANTAR

O fadista que tem amor ao fado,

Não é só por gostar de se mostrar;

Mas é a sina com que ele foi nado!

 

Manuel Mar.

® Direitos reservados

Género: 
POESIA
 

O VIVER

Manuel Mar - Sonetos

O VIVER

 

O viver é uma representação,

Cuja duração é sem garantia,

Género: 
 

A VERDADE E O DEVANEIO

Manuel Mar – Sonetos

 

A VERDADE E O DEVANEIO

 

A verdade e o devaneio na vida,

Género: 
 

A BELA AURORA

Manuel Mar – Quintilhas

 

A BELA AURORA

 

A bela aurora anuncia novo dia,

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top