Pensamento

 

NÃO VIOLÊNCIA

VIOLÊNCIA  NÃO SENDO

EM LEGÍTIMA DEFESA NÃO

FAZ SENTIDO E É TAMBÉM

AUTO AGRESSÃO.

Género: 
 

Sentimento

Breve estrada, tão longa eu percorri

Quimeras mil nela resplandeceram

E os meus olhos choram desventuras calcadas

Nesta imensidão de brumas desbravadas,

Género: 
 

SÓ O TEMPO

Só o tempo pode dizer
Todos os mistérios que nos envolvem
Foram muito os caminhos que percorri
E sabes que não acredito em milagres
Só naqueles que eu mesmo consenti

Género: 
 

A ÁRVORE E O VENTO

De todo tempo que tenho
Eu sempre morei aqui
Com raízes pegadas ao chão
Espalhadas...
Sem que jamais saísse do lugar
Mudei tanto que quando percebi

Género: 
 

PRIVILÉGIOS DA EXISTÊNCIA

Para as memórias futuras
Pois não quero disso me esquecer
Gravo aqui essas palavras, no teu peito
Porque meu pensamento é simples
E marcado pela pouca experiência

Género: 
 

EU ME LEMBRO

Eu me lembro
Quando éramos crianças
Que andávamos pelas pontes
Corríamos atrás do trem
E escalávamos os montes

Género: 
 

A MULHER E O MAR

Quando estou triste, penso no mar
Se minhas lágrimas escorrem rosto abaixo
Ainda penso eu, no mar
Que derrama suas águas sem medos
Esse que ora alto, ora baixo 

Género: 
 

PELOS CAMINHOS DO VENTO

Eis-me aqui dividida em versos. 
Escrevendo a vida aos pedaços
Remoendo velhos poemas dispersos
E se acaso não houver nestes, tanta paixão 

Género: 
 

HISTÓRIA ANTIGA

Nos caminhos da memória
Ainda escuto o vento bater na janela
E o passado parece retornar
Reavivando uma antiga história
A casa que um dia foi bela

Género: 
 

GRANDE PÁSSARO

O sol se foi, e eis que a noite aparece
O pensamento, que andou o dia distante
Agora chega mais perto
Como que fosse um grande pássaro
A espera de alguém para pousar

Género: 
 

ONDE HABITA O NADA

 

Onde habita o nada
A terra é seca
A água é parada
O céu não tem cor
Não sopra o vento
E não tem estrada

Género: 
 

DESEJO DE DESEJO (res nullius)

 

 

Pode ser que seja,
ou, então, não seja,
pode ser que esteja,
ou, até, não esteja,

Género: 
Top