Pensamento

 

Cordas da vida

Havia dedos a passar

Por cordas de voz e ninguém para escutar

 

Havia uma melodia no ar

A suar e no coração a entrar

 

Como cordas vocais ao declamar

Type: 
 

Poemar

Apetece-me poemar,

Com palavras sorrir e brincar

Cortar em mim as amarras desta brutal realidade

Que me agrilhoa, imunda de verdades por esverdear

Apetece-me sonhar,

Type: 
 

UNIVERSO UNE VERSOS

                          

 

Antes, sombras,

direções e passados toscos.

 

Type: 
 

BOATOS

~~BOATOS

Se não queres que de ti falem,
Não dês, então, aso a tal,
Que as virtudes não valem,
Para quem quer falar mal.

Type: 
 

DEUS(A)

SE DEUS MORREU, ENTÃO DEUS(A)
TOTALIDADE INDIVIDUALIDADE
“NASCEU”. MAIS DEUS(A)
DO QUE NUNCA!

Type: 
 

NÃO VIOLÊNCIA

VIOLÊNCIA  NÃO SENDO

EM LEGÍTIMA DEFESA NÃO

FAZ SENTIDO E É TAMBÉM

AUTO AGRESSÃO.

Type: 
 

Sentimento

Breve estrada, tão longa eu percorri

Quimeras mil nela resplandeceram

E os meus olhos choram desventuras calcadas

Nesta imensidão de brumas desbravadas,

Type: 
 

A ÁRVORE E O VENTO

De todo tempo que tenho
Eu sempre morei aqui
Com raízes pegadas ao chão
Espalhadas...
Sem que jamais saísse do lugar
Mudei tanto que quando percebi

Type: 
 

PRIVILÉGIOS DA EXISTÊNCIA

Para as memórias futuras
Pois não quero disso me esquecer
Gravo aqui essas palavras, no teu peito
Porque meu pensamento é simples
E marcado pela pouca experiência

Type: 
 

EU ME LEMBRO

Eu me lembro
Quando éramos crianças
Que andávamos pelas pontes
Corríamos atrás do trem
E escalávamos os montes

Type: 
 

A MULHER E O MAR

Quando estou triste, penso no mar
Se minhas lágrimas escorrem rosto abaixo
Ainda penso eu, no mar
Que derrama suas águas sem medos
Esse que ora alto, ora baixo 

Type: 
 

PELOS CAMINHOS DO VENTO

Eis-me aqui dividida em versos. 
Escrevendo a vida aos pedaços
Remoendo velhos poemas dispersos
E se acaso não houver nestes, tanta paixão 

Type: 
Top