Primary tabs

Guerreira Xue

Membro

Guerreira Xue's picture
Offline
Last seen: 4 years 3 months ago
Joined: 04/09/2015 - 18:52

Gender

Data de Nascimento

24 de Agosto de 1960

Country

Sobre mim

Sou um pouco de cada coisa, misturada com aquilo que como todo dia, e que vejo e sinto, leio e vivo.Trago algumas tristezas na bagagem, mas também carrego um bocado de esperança bem escondidinha para dias de grandes dificuldades. Sou mais baixa que gostaria, mais burra que queria, e mais velha que pareço...
Sou o que sou e nem poderia deixar de ser.

Biografia

Guerreira Xue é Hilda Milk,
uma escritora das redes sociais desde 2009 e desenvolve seu trabalho em blogs e grupos onde dá destaque a literatura atual, incentivando novos escritores.

https://www.facebook.com/pg/GuerreiraXue
https://plus.google.com/u/0/+guerreiraxue
https://twitter.com/GuerreiraXue
https://www.amazon.com/Guerreira-Xue/e/B01HAB7JVO
www.pensador.com/autor/guerreira_xue

Estatísticas do membro

  • user: Guerreira Xue
  • Conteúdos: 60
  • Visualizados: 145788
  • Comentários: 2

Conteúdo

 

ESTENDA SUAS PALAVRAS

 

Estenda suas palavras

E distribua seus sentimentos

Proporcione emoções

E divida seus momentos

 

As palavras magoam

E também curam

Type: 
 

MULHER

Sou mulher, a tua mulher
A minha mulher, mulher de todos
Mulher dos pais, dos irmãos
Mulher dos filhos, dos netos
E um dia, a mulher da terra

Type: 
 

MESMO, OU AINDA

Género: 
 

MEUS EUS

 

Eu pensava que era só Eu

mas não era

Foi quando eu descobri que tinha vários

e cada qual exigindo seu tempo de existir

Género: 
 

SALVEM A SÍRIA

Onde anda o Amor
que não encontro
Onde estão meus filhos
que eu perdi
A mulher 
da qual dela nasci
Todos se foram
morreram
Só eu sobrevivi

Type: 
 

TRISTE LAMENTO

Olhai o trigo nos campos meu filho
Com ele alimente a alma, e aos seus
Não criei esse mundo para que seja destruído
E sim nutrido 
Por tudo que vos conforte o coração

Type: 
 

ÁGUAS DO PENSAMENTO

Ao mergulhar nas águas do pensamento
Descubro agora, que eu não tenho paz
Não tenho pais e tampouco País
Eu que já me pensei um dia alguém

Type: 
 

O AMOR

O amor desconhece fronteiras
Encontra caminhos
Cruza paralelas
Atravessa oceanos
E ao chegar no destino
Faz dele seu ninho.

Type: 
 

SE...

SE...

Se...
A corrupção não fosse generalizada
Não haveria fome no mundo
Nem as guerras
Ou crianças abandonadas

Type: 
 

EM NOME DO PAI

Dizer que o amor existe já perdeu o sentido
Pois Deus, que supostamente seria o Pai se compra, por alguns trocados em qualquer igreja

Género: 
 

ESQUECIDO

Onde estou agora?
Que meus sonhos vão perdidos 
As minhas esperanças jazem mortas
Os amores esquecidos
Não há mais caminhos
Só andrajos e palavras vazias

Type: 
 

O TEMPO QUE O TEMPO TEM

Coisa engraçada é isso do tempo
Só ele é dono de si
O tempo não imita ninguém
está por toda parte
Anda sempre no próprio compasso
Empurra com força, a tempestade

Type: 
 

ANDA

Anda
Levante agora deste chão
Olhe para mim
E pegue na minha mão

Não espere pelo não virá

Porque vida é assim
Não procures absolvição

Type: 
 

PROCURA-SE UM AMOR

-Quer que o anúncio tenha mesmo este título?
-Quero sim, faz favor.

Género: 
 

HORIZONTES

Eu venho lá de longe
Passando pelas mesmas estradas
Que todos passam
Não sou nenhum demônio, pecadora
Ou um monge
Só sigo pisando no chão dos ancestrais

Type: 
 

ESSA É A MINHA ALDEIA

A paz que carrego dentro mim é um produto da minha imaginação que venho realizando com relativa facilidade até agora.

Género: 
 

O HOMEM ESTÁ NÚ

-Hoje não vou levantar.
A mulher fez-se de surda, ou ele não disse, só pensou, e ela caladinha foi para o banho, voltou, vestiu-se, tomou seu café, e saiu.

Género: 
 

UM DIA FUI NAVEGAR

Um dia fui navegar
mas o remo se quebrou
tive de joga-lo ao mar
então fiquei esperando o vento
que pudesse longe me levar
O vento este dia não chegou

Type: 
 

GRITOS E FALAS

De todas as falas
A que menos escutamos 
É a do coração.
Essa quase sussurra
Como se balançasse
No compasso de sua batida.
Que bom seria 

Type: 
 

ONDE ANDA O AMOR?

Onde anda o amor, que não encontro
Onde estão os meus filhos, que eu perdi
A mulher, da qual dela nasci
Todos se foram, morreram
Só eu sobrevivi.

Type: 
 

MAMÃE EU SOU GAY

Otávio estava no trabalho, inspecionando uma obra lá para os lados do Catete quando no meio da reunião com os operários o celular toca; oi, desculpe não posso conversar agora, te ligo daqui a pouco

Género: 
 

RETRATOS DA VIDA

Em boa parte da vida, não conseguimos entender o nosso verdadeiro propósito nela. Há quem diga que somos meros passageiros, outros já afirmam que temos uma missão na terra.

Género: 
 

INTERMITÊNCIAS

Intermitência é tudo 
e um pedaço, 
o que existe 
e o que não, 
o que vai e volta.

Type: 
 

ANDEJO

Ando no vento
A balançar os meus cabelos
Sinto a água da chuva
A bater no meu rosto
O chão deslizar sob meus pés
Percebo o cheiro das arvores

Type: 
 

SONHOS ROTOS NÃO CABEM MAIS

Alguns homens
carregam o mundo
com a leveza de uma pena.
Outros são arrastados
por enxurradas
sem nada de seu
à acrescentar.

Type: 
 

AVENTURA

Pousou um pássaro na janela
e ele cantava para mim
na minha janela amarela
me entoava os seus segredos
E a narrativa começava assim
ó menina esquece os medos

Type: 
 

O QUE REALMENTE INQUIETA

O que realmente inquieta não é silêncio
E sim a falta de vontade de mudar
De não dizer o contrário, para não complicar
Como se o mundo fosse uma linha reta

Type: 
 

A MONTANHA TEM FEITIÇO

É no alto da grande montanha
Que a velha encarquilhada pelos anos
Mirando firme no horizonte
Se poe a meditar

Type: 
 

PENSAR E VIVER

Pare de pensar, e comece a viver
Porque o que quero nesse momento
É estar com você
Eu não sei explicar tamanho carinho
O que era ontem de repente morreu

Type: 
Subscribe to Conteúdo
Top