Meditação

 

COMO O MAR

~~COMO O MAR

Minha vida é como o mar,
Tem marés e maresia,
Tem dia de preia-mar,
E tem outros de vazia.

Género: 
 

CRESCER

~~CRESCER

Quando era pequenino,
Só aspirava crescer,
Porque eu era franzino,
Não por falta de comer.

Género: 
Ser Livre! por Edson Manich
 

Ser Livre! por Edson Manich

Aprendi que a beleza não está no que vemos, e sim no que sentimos. Que as palavras têm força, Que fazer é melhor que falar, Que o olhar não mente.

Género: 
 

RECORDAÇÕES

~~RECORDAÇÕES

Como recordo, ainda, a primavera,
Quando já despontava a puberdade,
Em que tudo ‘ inda era uma quimera,
Que se confundia com a verdade.

Género: 
 

" Fado da Vida "

"[...] calço os saltos altos
e saio para a rua
numa noite escura, fria
Tenho por companhia 
a solidão, minha amiga.
Despida de preconceito

Género: 
 

ESCREVI VERSOS

~~ESCREVI VERSOS

Já escrevi versos d’ amor,
Sem ter ninguém para amar,
Já falei de desamor,
Com tanto amor pra dar.

Género: 
 

LEONOR VAI À NET

~~LEONOR VAI À NET

Motivada vai à Net,
Leonor, inda imatura,
Vai airosa e não segura.

Género: 
 

APETECE-ME

~~APETECE-ME

Apetece-me
Sentir o áureo nascer das manhãs,
Parece-me, que nunca mais senti,
Sonhar com aquelas coisas vãs,
Esquece-me o sabor, do que vivi.

Género: 
 

Da casa onde eu vivo...

Da casa onde eu vivo, avisto no horizonte,

Todas as coisas do mundo, todas as alegrias,

Avisto ainda a aldeia que me mira, ali defronte,

Género: 
 

IGNOTA VIAGEM

~~IGNOTA VIAGEM

No revolto mar, que é esta vida,
E com o difuso cais tão distante,
Se seguro, tu estavas à partida,
Dos ardis da viagem, ignorante.

Género: 
 

Uma Palavra em Livros Nunca Revelados

Sou um sonho destruído, uma ferida cicatrizada, uma lágrima por memórias inevitáveis, um desejo não desejado.

Sinto que não perdi nada mas que algo continua a faltar.

Género: 
 

Palavras que me aborrecem

Tanto me despreza este aborrecimento
Dias que me cansam
Olhar que criei fingimento
Pensamentos que me enganam

Género: 
Top