ROBERTO MELLO - DODÔ

Membro

Fotografia de ROBERTO MELLO - DODÔ
Offline
Última vez online: há 2 semanas 22 horas atrás
Membro desde: 16/05/2015 - 02:44
Pontos: 128

Género

Data de Nascimento

12 de junho de 1960

País

Biografia

Roberto Mello; nasceu na cidade do Rio de Janeiro. Engenheiro civil, compositor e autor com diversas participações e publicações em antologias, coletâneas e E-books.

Blogs:

www.robertomello-dodo.blogspot.com

www.palavrasaoventoliteratura.blogspot.com.br

Site:

http://escritorobertomello.com

Wattpad:

https://www.wattpad.com/story/51370845-poesias

https://www.wattpad.com/story/58335929-o-mensageiro

Acadêmico Correspondente da Academia de Letras, Música e Artes de Salvador – ALMAS – Bahia – 2015.

Acadêmico Correspondente da Academia Mineira de Belas Artes – Belo Horizonte – MG – 2015.

Troféu Carlos Drummond de Andrade – Edição Especial Ouro – Destaques do Ano – Itabira – Minas Gerais – 2015.

Colaborador do Projeto Literário “Divulga Escritor” – Brasil.

Membro Associado Ouro do Clube dos Compositores do Brasil.

Finalista IXº Concurso POESIARTE – 2015.

— Poema: Terra minha..., linda terra esta África.

Algumas publicações e participações:

Autor: e-book “Sonhos Perdidos” pela Editora Ciadoebook – 2015.

Autor: e-book “O Mensageiro” pela Editora Ciadoebook – 2015.

Publicou “O Mensageiro” pela Editora Habemus Livros.

Publicou “Sonhos, Desejos & Profecias” – Coleção a poesia pode durar um dia - Pastelaria Studios Editora – Grupo Múltiplas Histórias - Portugal – 2015.

Antologia “Letras do Brasil – Contos, Crônicas e Poesias” - Editora Illuminare – 2015.

Antologia “Os Desconhecidos – Contos Sobrenaturais” – Editora Illuminare – 2015.

Antologia “Natal em Prosa & Verso” – Edição Internacional – Contos, Crônicas e Poesias – Editora Illuminare – 2015.

Coletânea “Intemporal - Coletânea Exclusiva de Autores - Poesia” - Incógnitas – Projetos Editoriais – Portugal – 2015.

Coletânea “A Flor da Pele” – Coletânea de Poesia de Sedução - Incógnitas – Projetos Editoriais – Portugal – 2015.

1ª Antologia Poética “Palavras de Veludo” - Orquídea Edições – Portugal – 2015.

1º Campeonato de Prosa Literária – Grupo Múltiplas Histórias – Portugal.

1º Campeonato de Poesia – Grupo Múltiplas Histórias – Portugal.

Participação no POEMÁRIO – 2016 – Pastelaria Studios Editora – Portugal.

Antologia “Marcas Eternas – Contos de Amor” – Andross Editora – 2015.

Antologia “Círculo do Medo” – Andross Editora – 2015.

Antologia “Etéreo – Contos Fantásticos” – Andross Editora – 2015.

Antologia “Palavras do Brasil” – Editora Casa Cultura – 2015.

Antologia “Apenas Saudade” – Papel D’Arroz Editora – Portugal – 2015.

Colaboração: miniconto “Ás de Espadas” – Serial Killers – Literatura Policial – Facebook - 2015.

Antologia "Crimes & Suspeitos - Contos Policiais" - Serial Killers - Editora Illuminare - 2016.

Antologia “Os 7 Pecados Capitais” – Editora Illuminare – 2016.

Outros Links:

http://robertomello-dodo.blogspot.com.br/

google.com/+RobertoMelloDodô

https://www.facebook.com/robertomello.dodo

https://www.facebook.com/Robertmello.dodo?ref=hl

http://palcoprincipal.sapo.pt/roberto_mello

http://www.poesiafaclube.com/membros/roberto-mello-dod%C3%B4#_

http://www.divulgaescritor.com/products/aliancas-verdadeiras-por-roberto-mello/

http://www.divulgaescritor.com/products/roberto-mello-colunista/

https://www.wattpad.com/story/58335929-o-mensageiro

https://www.wattpad.com/story/51370845-poesias

 

 

 

 

 

 

Estatísticas do membro

  • user: ROBERTO MELLO - DODÔ
  • Conteúdos: 64
  • Visualizados: 23736
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

MÃE | MÃINHA | MÃEZINHA

Nas infinitas plataformas globalizadas existentes, permeiam poemas, poesias e fragmentos de escrita que enaltecem — de forma carinhosa — o signo linguístico mais verbalizado do planeta cognominado

Género: 
 

Qual porta?

E agora?

Qual?

 

Comentam sobre intuição

Outros

Uma possível inspiração

Género: 
 

OBRA DE ARTE - MULHER

Dedilhada pelo Criador

Diante de nobre e sublime simetria

Torno-me mais poético e profundo admirador.

Mulher, quanto encanto!

Género: 
 

Ah, um mero talvez!

Um mero talvez

Que iluda minha ansiedade

Que forneça o tom da esperança  

Que silencie os gritos de minh’alma

Que solidifique a base da segurança.

Género: 
 

Seja Você!

Harmonize-se com palavras e textos poéticos

Que transmutam sentimentos ilícitos

Que enobrecem o paradigma humano

Que unificam o dorso ecossistêmico

Género: 
 

Queimadas

Ouvi o clamor da terra

Senti o odor de longínquas queimadas

Gritos atônitos transpassaram léguas

Género: 
 

Reflexão

Terras matreiras

Equações sociais mal resolvidas

Igualdades que coexistem nas teorias

Género: 
 

Brisa Silenciosa

Oh, brisa silenciosa e enigmática;

Que até envolve este fútil corpo, mas não minha alma;

Que desdenha meus profundos desejos

Que não embala e não acalenta os anseios.

Género: 
 

Inenarrável

Penumbra que rasga alguma nuance de esperança

E que rasga, e que a dilacera em infinitos fragmentos,

Os imensuráveis registros, mas não esquecidos,

Género: 
 

SEGREDOS DO SILÊNCIO

À noite, ou melhor, ao repouso do crepúsculo,

Mergulho até encontrar minha janela secreta ao mundo.

Ali ou aqui

Género: 
 

ÁFRICA - Terra Minha, Linda Terra Esta África!

Terra minha, linda terra esta África!

 

Terra minha..., linda terra esta África!

Encantos teus trazidos ao Brasil,

Género: 
 

E Vejo Luz!

Brilho intenso que seduz

E que não reprime

Nem tão pouco oprime

Mesmo um pequeno feixe

Ainda reluz

E vejo luz!

 

Pelas calçadas, à noite;

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top