ANDEJO

 

ANDEJO

Português

Ando no vento
A balançar os meus cabelos
Sinto a água da chuva
A bater no meu rosto
O chão deslizar sob meus pés
Percebo o cheiro das arvores
O barulho frenético dos carros
Escuto as batidas de meu coração
E hoje pareço mais viva 
Do que jamais fui.

Género: 

Comentários

Nunca tive a arte da tinta

Nunca tive a arte da tinta fresca,
a alquimia da cor certa, estimula-me
O cinzento, embora consiga pensar
A preto nos mundos que criei, improviso,

Top