Nan Ferdinan

Membro

Fotografia de Nan Ferdinan
Offline
Última vez online: há 4 anos 2 semanas atrás
Membro desde: 21/10/2014 - 10:22
Pontos: 20

Género

Data de Nascimento

27-05-1958

Cidade

País

Estatísticas do membro

  • user: Nan Ferdinan
  • Conteúdos: 10
  • Visualizados: 5809
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

Existias numa porção encantada do tempo

Existias numa porção encantada do tempo. Um lugar de águas lentas como os teus olhos circulares. Procurava-te nas sombras, nos cheiros, nas estórias, mas perdia-te sempre. Perdia-me sempre.

Género: 
 

Amava à pressa

Amava à pressa
o rasto lento
dos teus olhos
circulares.
E perdia-o sempre.
Perdia-me sempre.
Amava vestígios:
sombras, cheiros,
ausências.

Género: 
 

A tua vida era como se um vento

A tua vida era como se um vento
te desse nos cabelos
e te mordesse os lábios
e te rasgasse a pele
e te abrisse umas asas
e te fizesses andorinha.

Género: 
 

Recordo-te misturada

Recordo-te misturada com a tinta fresca do último navio, traída pelas ondas instáveis do Atlântico. Longa como a luz branca do farol invisível. Breve, mas intensa, como a maré redonda. Íamos contra

Género: 
 

O que eu sou

O que eu sou,

sou eu imaginado.

Um vazio,

como sem vento,

como sem tempo.

Um lugar

sem bandeira

entre o céu

e a terra.

Género: 
 

Deseja-me

Deseja-me,
podes estender os teus longos abraços de fogo,
mulher,
até onde me ardas,
até onde me sejas um inferno,
um pecado mortal,
até onde tomes posse

Género: 
 

 

Aí,
onde os deuses
projectam sombras
sobre os homens,
é como
aqui,
onde os homens
projectam deuses
sob as sombras.

Género: 
 

Tínhamos conversado a tarde

Tínhamos
conversado a tarde
ao ouvido um do outro.
Os pássaros,
loucos,
sublimes,
narcisos,
iam mirar-se no rio
à velocidade do bando.

Género: 
 

Nan Ferdinan "Onde tu começas, termina o meu cigarro"

€6.95 IVA incluído

Mini Livro.
2014.
Artelogy.

 

Onde tu começas, termina o meu cigarro

Nan Ferdinan

 

QUERO ENCONTRAR-ME CONTIGO

Quero encontrar-me contigo onde não me doas,

onde as cinzas dos teus incêndios

não me azedem os olhos.

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top