Paulla Joaquinito

Membro

Fotografia de Paulla Joaquinito
Offline
Última vez online: há 4 anos 8 meses atrás
Membro desde: 14/01/2015 - 22:32
Pontos: 24

Estatísticas do membro

  • user: Paulla Joaquinito
  • Conteúdos: 12
  • Visualizados: 11536
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

Paulla Joaquinito "Poe_mar_io"

€10.90 IVA incluído

Livro objecto.

2015.

Artelogy.

 

Sol Poente

Oh belo sol poente!

Pudesse eu buscar-te

ao fundo do mar

e de ti fazer

a moldura do meu olhar.

Pudesse eu sentir-te

nesse mágico momento

Género: 
 

Ser poema

Se não puderes ser poeta no mundo,

sê poema na intimidade.

Mas sê poema único e harmonioso,

Género: 
 

Quando quiseres saber de mim

Procura-me nos farrapos altivos de algodão

que no céu foram deixados como nuvens,

 

Procura-me na espuma das ondas do mar

que volteiam na praia a cada segundo,

Género: 
 

Pede um abraço

Pede um abraço

e nesse espaço...

 

Um braço, que envolve

Um laço, que estreita

Um silêncio que respeita.

 

O amor, que se promove

Género: 
 

O Amor

Que o Amor seja o motivo e não a desculpa.

Que seja um encontro e nunca uma fuga.
Que seja a cura e jamais o que faça sofrer.

Género: 
 

Meus olhos

Podem meus olhos dizer mar, ao acordar

e neles me deitar a navegar.

Podem meus olhos dizer livros e letras

e escrever neles frases perfeitas.

Género: 
 

Escolher

De todos os livros escolhi poemas

Por que sol, por que espigas, por que pão

Porque o conforto do teu coração.

 

De todos os verbos escolhi dar

Género: 
 

É Primavera

Nascem as folhas

em verdes tons

Cantam as aves

em vários sons.

 

Espreitam as flores

nos seus rebentos

O sol as encanta

Género: 
 

É à noite

É à noite.

À noite...

Quando o sol se esconde

e a sombra se estende,

Quando a lua clareia

e o sono golpeia,

Quando as estrelas cintilam

Género: 
 

Eras assim

Eras assim

 

Um sorriso rasgado

Uma inocência de anjo

Um abraço apertado.

Uma manhã perfumada

Um toque de céu

Uma tela pintada.

Género: 
 

Às vezes, quando chove lá fora

Às vezes, quando chove lá fora,

é como se chovesse também dentro de nós.

E é como se a acidez das águas

nos corroesse por dentro.

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top