A Hora do Fim

 

A Hora do Fim

Português

Coração de Areia
na Amazon
https://lnkd.in/ddBsEMT

Esta coletânea de poemas é uma somatória de diversos sentimentos, ora relacionados aos nossos sofrimentos individuais, ora relacionados aos sofrimentos coletivos que nos são impostos. Dentro do contexto coletivo, encontramos também uma crítica à sociedade, à política, ao descaso com o meio ambiente e um apelo à resolução das chagas do nosso mundo. Em um contexto mais individual, a autora fala sobre o amor como objeto, sobre a ingratidão, as ilusões, a perda de confiança, as divisões e cicatrizes que as pessoas provocam umas às outras e suas consequências imediatas e de longo prazo. Se tudo isso coubesse em um único coração, como ele seria? Indissociável como uma rocha ou frágil como areia? Assim como não podemos contar os grãos de areia, também são incontáveis os sentimentos cabidos dentro de um coração como esse.

A Hora do Fim 

Eu chego no fim
Depois que a festa acabou, 
Eu chego no fim
Depois que o momento bom já passou. 

Eu chego no fim,
Na hora do adeus.
Eu chego no fim 
Quando a paixão se perdeu. 

Só chego no fim 
Já no fim dos sonhos, 
Só no final 
Depois dos anos risinho. 

Eu vejo o fim, 
É o amor que acabou, 
Eu vejo a destino esfriar 
O que um dia o desejo plantou. 

Eu chego no fim,
Não tem mais a festa, 
Eu chego no fim, 
Nem sorriso mais resta. 

A hora do fim
É sempre a mais dura,
Entregam pra mim
A missão obscura.

Na hora do fim:
Dinheiro na mão, 
O mundo é assim 
Não tem coração!

Eu chego no fim 
Quando não há
Mais prazer,
Bem no final
Quando não há
Mais o que dizer. 

Às é lágrima pela despedida, 
Às vezes alívio:
Liberdade na vida.
Eu chego no fim
Quando acaba a magia. 

A hora do fim
É quase certeza, 
É se sempre assim:
Papéis assinados na mesa. 

Não tem mais os sonhos, 
Não tem mais a festa, 
Só rosto tristonho, 
O adeus é o que resta. 

Eu chego no fim:
É a separação.
A vida é assim,
Minha profissão. 

Género: 
Top