Lulunacy

Membro

Fotografia de Lulunacy
Offline
Última vez online: há 8 anos 8 meses atrás
Membro desde: 01/10/2015 - 16:00

Género

Cidade

Estatísticas do membro

  • user: Lulunacy
  • Conteúdos: 24
  • Visualizados: 86396
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

Guerra

Se é costume dizer-se que o carteiro bate sempre duas vezes, essa não passa de mais uma mentira neste mundo delas feitas.

Género: 
 

Meios, Fins

Corre, Brito. Ele vem aí! Na respiração entrecortada do meu amigo adivinhava-se-lhe o coração a bater acelerado, como o de um pequeno animal.

Género: 
 

Requiem

Disfarçava a vergonha com os óculos escuros.

Género: 
 

Menina e Moça

Género: 
 

Unbowed, Unbent, Unbroken

Género: 
 

But First We'll Live

Género: 
 

Not Swallowed in the Sea

Género: 
 

Back to Basics

Género: 
 

Versus Time

Género: 
 

The Fragile

Género: 
 

Royal Gold

Género: 
 

The Raven

Género: 
 

Summer Crossing

Género: 
 

Queen of Rain

Género: 
 

Primavera Para Sempre

Quando for, levar-te-ei selado nos lábios,
Com os milhões de beijos doces
Que ficaram por dar.

Género: 
 

A Prisão

Um dia acordei,
e quis não ter acordado.
Quis dormir até ao fim,
nem eu sei bem de quê;
até parar, até parar de doer.
Quis que o mundo sofresse

Género: 
 

Meia-Noite

Na exaustão da pele, na quebra
contínua dos dedos que passam,
Ela chora,
chora sem saber porquê,
chora lágrimas salpicadas de cansaços,

Género: 
 

No Fim

Mãos caídas,
Pensamentos contados,
Gestos abortados
Pelo medo do Vazio.
Entre as cinzas de tudo,
Palavras.
Não para ti; o que sobra de ti

Género: 
 

Versos Vãos

Devo-te a ti cada verso,
cada carta que escrevi.
A cada palavra minha
projectada destes lábios
secos e gastos
contra a tua parede,
devo o sangue

Género: 
 

Alcance

Laços idealizados, amor estranho este,
Em que esperei dos teus braços
Mais do que eles podiam alcançar.
A vida, a nossa triste vida, um lugar-comum

Género: 
 

A Teia

Não olho mais as horas; o tempo é vão.
As memórias, feridas que reabro e reconto,
Números com que justifico o que o cérebro
Já sabe de cor, mas o coração não.

Género: 
 

Silêncio

Depois da morte do meu pai, pouco recordo da minha mãe além do silêncio: o silêncio irrequieto do deambular pela casa vazia; o silêncio parado dos olhos envidraçados, como que irreversivelmente vir

Género: 
 

Espinhos

Espinhos são os passados
que nasceste em minha pele
como cravos em flor para morrer.

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top