Rafaela Rafael

Membro

Fotografia de Rafaela Rafael
Offline
Última vez online: há 10 anos 4 meses atrás
Membro desde: 19/03/2014 - 16:24

Género

Data de Nascimento

28-03-1995

Estatísticas do membro

  • user: Rafaela Rafael
  • Conteúdos: 14
  • Visualizados: 36987
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

Sonho

Já sonho de outro mundo

Já não espero do mesmo tempo

Na verdade, escrevo nas paredes

Canções antigas não de amor

Tão banais, tão incertas,

Tão impossíveis.

Género: 
 

In the night

I’ve been swimming with her demons

Every night we won’t fall asleep

She seems to think I can hear her pleading

Though I’m not quite sure she’s saying please.

Género: 
 

Perdão

Perdoa-me,

Mas caí mais uma vez no que não devia.

Fui novamente uma marca de azul

Cresci novamente em torno de não ser

E dei-me novamente à solidão.

 

Género: 
 

ELES

Nunca fales sobre o amor

Para quê?

Eles
Vão sempre achar um exagero;

Que não o conheces;

Que será a tua morte quando conheceres tudo.

 

Género: 
 

Tu

Tu

És demasiado próximo de ti mesmo

E isso

Não é nada

De que valha a pena contar

Nada

Que valha a pena chamar de tudo

Nem numa fuga louca

Género: 
 

Palavras perigosas

Fala-me pelo eterno adentro.

Já esgotámos as palavras perigosas

De sempre

De nunca

De amo-te

De preciso-te

De mais.

Género: 
 

Amor Ridículo

O amor é ridículo.

Não há nada nele que seja contável

ou cantável

ou artístico

ou modelável.

Género: 
 

Em mim tenho nuvens

Em mim tenho nuvens que engolem trovões

Nunca há calmaria em eterna tempestade

Não existo em Dezembro se o mundo se fecha

Mas sou vazia no verão quando o quente me deixa.

Género: 
 

Questão de ego

Quem és tu

Que te refletes no espelho cego

Que brilhas quando a Lua é o fim de ti

Que te olhas das gotas que chovem atrás?

Quem és tu

Género: 
 

Sereia

Nunca fui tua.

Nas marés em que fui e em que me vim nunca te pertenci

(também nunca me quiseste

ou se me quiseste erraste

assim como eu errei pela espuma)

 

Género: 
 

Não há melhor terror do que o de ser tua

Não há melhor terror do que o de ser tua

Maior abismo do que o que escavas quando não estás

Nem mais clara luz do que a que os teus olhos emanam.

Não há eterno mais curto

Género: 
 

Fugas

Podemos fugir amanhã?

O mundo está sempre escuro,

Ninguém nos irá ver.

Seremos silêncio nos espaços vazios entre os nossos corpos

Género: 
 

Dia

É madrugada

E o sussurro de uma só palavra ecoa no etéreo dos meus sonhos.

 

O sol nasce

O teu nome é cicatriz nas frinchas dos meus olhos fechados.

 

Género: 
 

Saíste

Saíste

E assim, na tua falta de pressa,

Deixaste-me a falta da tua face impressa

Nos meus olhos, nas minhas mãos, no que é centro.

Foste

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top