Dedicado

 

MANEIRA DE ARTE

Poema dedicado a um modo de arte não-clássica.

Género: 
 

PERDOA, PENA MINHA...

~~PERDOA, PENA MINHA…

Seguro, ainda bem, a minha pena,
Sem quaisquer achaques ou tremeliques,
Apesar da velhice, que m’ acena,
E no computador vou dando uns cliques.

Género: 
 

Para Sempre (Contigo)

" Adormeci um sono profundo do qual aqui nunca mais acordei, acordei num outro lugar para nunca mais voltar. Não queria largar-te, aqui fiquei contigo.

Género: 
 

(A) Mar

" Quando irás regressar ao mar, 
bela criatura dos meus sonhos.
Vagueias na minha mente há muito consumida pelo ódio.
Fecho os olhos e vejo-te a ti

Género: 
 

Palavras ao Vento

 

Género: 
 

Mudam as Estações

O tempo passa devagar,
mudam as estações,
Género: 
 

Quem é Você

 

Género: 
 

A Casa da Árvore

 

Género: 
 

Lembranças da minha Infância

 

Ainda me lembro

Género: 
 

TRISTE LAMENTO

Olhai o trigo nos campos meu filho
Com ele alimente a alma, e aos seus
Não criei esse mundo para que seja destruído
E sim nutrido 
Por tudo que vos conforte o coração

Género: 
 

O TEMPO QUE O TEMPO TEM

Coisa engraçada é isso do tempo
Só ele é dono de si
O tempo não imita ninguém
está por toda parte
Anda sempre no próprio compasso
Empurra com força, a tempestade

Género: 
Top