Maria Inês Azevedo- Mia

Membro

Fotografia de Maria Inês Azevedo- Mia
Offline
Última vez online: há 2 meses 2 dias atrás
Membro desde: 01/02/2016 - 18:14
Pontos: 24

Género

Data de Nascimento

16 de janeiro de 1998

Cidade

Estatísticas do membro

  • user: Maria Inês Azevedo- Mia
  • Conteúdos: 12
  • Visualizados: 9733
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

O melhor (porque é mesmo o meu melhor)

Desde quando é que o tangível passou a
Assumir esta forma assim estranha,
De algo que é absurdamente
Incognoscível e, portanto,
Intangível?

Género: 
 

Mãe

A minha mãe.

Género: 
 

Miguel

Eu gostava de
Ter mundos e fundos para te viver,
Para te encontrar a cada hora do dia
Durante o tempo em que dias existissem.

Género: 
 

Existir

Existir: direito, necessidade ou, simplesmente, uma presença (orgânica)?

Género: 
 

Agora falo eu

Para que nenhuma mulher seja manipulada, para que nenhuma mulher volte a ouvir que quer ser o centro das atenções porque tem uma opinião, uma oportunidade para falar e expor o que pensa.

Género: 
 

O de impacto e o latente

Há dois tipos de sofrimento.

Género: 
 

Maninha

Este poema pode não ser perfeito. Mas devia.
Tão perfeito quanto tu, o teu sorriso, essa boa energia.

Género: 
 

Ousadia

Quero sentir-me em casa.
Perdoem a minha ousadia, não é por mal.
Apenas me sinto muito sozinha.

Género: 
 

Perdida

A cabeça enche-se devagarinho, todas as noites chove um bocadinho.
Os olhos inchados e o habitual perguntar 'estás triste?',
E a resposta 'não, só estou cansada de estudar.'.

Género: 
 

Despedida

Finalmente vou ceder-te, à vida alheia, sem mim.
Só eu é que não tinha visto,
Que isto até já passara do fim.

Género: 
 

Salvem-se

Por cada letra que escrevo,
Ouve-se um grito silencioso desta raiva santa,
Fuma-se o cigarro já apagado,
Bebe-se a última bebida, queimando a garganta.

Género: 
 

Arritmias

Desilusões todos nós temos,
Uns mais, outros menos.
Eu só queria ter um dia, livre de qualquer anomalia, desta parva arritmia-estou doente.

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top