Intervenção

 

SALVEM A SÍRIA

Onde anda o Amor
que não encontro
Onde estão meus filhos
que eu perdi
A mulher 
da qual dela nasci
Todos se foram
morreram
Só eu sobrevivi

Género: 
 

SE...

SE...

Se...
A corrupção não fosse generalizada
Não haveria fome no mundo
Nem as guerras
Ou crianças abandonadas

Género: 
 

MALDIÇÃO DICOTÔMICA

Na simbologia das coisas
A vida parece um raio
E a morte assemelha ao chão

Género: 
 

O QUE REALMENTE INQUIETA

O que realmente inquieta não é silêncio
E sim a falta de vontade de mudar
De não dizer o contrário, para não complicar
Como se o mundo fosse uma linha reta

Género: 
 

SE

Se...
A corrupção não fosse generalizada
Não haveria fome no mundo
Nem as guerras
Ou crianças abandonadas

Género: 
 

"Não Te Quero Perder"

Se tiver de ser fogo, pois serei

Género: 
 

Porta Fechada

Um dia eu estava muito triste

Cheguei a pensar se Deus existe

Havia perdido a alegria da vida

Toda a porta encontrava fechada

Eu sozinho caminhando nessa estrada

Género: 
 

O APERTO

O QUE É FEITO DE TI??? O QUE É FEITO DE TI???
Crianças morrem, sem água nem pão.
Morrem em teu nome e de uma religião
Afogadas no seu sangue e sem bisturi!

Género: 
 

Levanta te!

Dói muito… ai, ai se dói
Não mata. Não mata mas mói!
Vai moendo, devagar… devarinho.
E morres, morres mais um pouquinho!

Género: 
 

Empobrecimento

Empobrecimento

 

Oulaaa! Diabólicos deprimidos!

Crânios com velhas sedes!

Entranha-te fonte de sofrimento

Vem para ficar!

 

Género: 
 

Manifesto

Manifesto 

 

É nesta sociedade sem orgasmo em que vivemos

que nos limitamos a estar presentes!

 

É pois na cultura do encosto, sem erecção, sem luta

Género: 
 

Palavras

Já pesam as palavras,

são várias.

Crias na mente e,

as palavras,

atormentam-te.

Acordar perturbado,

ouvir calado,

morrer sentado.

Género: 
Top