Ana Calinhos

Membro

Fotografia de Ana Calinhos
Offline
Última vez online: há 9 anos 4 meses atrás
Membro desde: 12/01/2015 - 23:11

Género

Data de Nascimento

28/05/1993

Cidade

Estatísticas do membro

  • user: Ana Calinhos
  • Conteúdos: 18
  • Visualizados: 36898
  • Comentários: 0

Conteúdo

 

Cúmplices

Só eu sei, qual impulso
Em mim percorreu,
O levantar dos olhos
Cúmplices da intimidade
Da humidade, da humildade.

Género: 
 

Hipnose

Não vejo o dia de ver o verde nas minhas mãos
E o mar nos meus olhos
Não vejo o dia de sentir o sol nos meus cabelos

Género: 
 

Deep (in)finity

Género: 
 

Summer nostalgia

Género: 
 

Êxtase

Que o incubo da noite me venha...
E que me sugue a alma
Por entre as masmorras do meu corpo...

Género: 
 

Numa noite...

Os lábios carmim
O cheiro a violetas
Uma tristeza sombria
As pétalas de rosa secas
O olhar penetrante
As noites de calmaria
Uma chama sonora vibrante

Género: 
 

Não vás

Não vás, amor.
Não vás porque te dói.
Ou porque é vento que chora
E lume que molha.

Género: 
 

Plantas mortas

A casa cheira a plantas mortas
E a escuro das cortinas do céu fechadas
E o meu nariz dói-me desde sábado... (Hoje é sexta)...

Género: 
 

Fala-me em silêncio

Toma-me em teus braços, meu amor
Ama-me como se o amanhã não regressasse
Segreda ao ouvido de tua amada,
Teu fiel eterno fervor d'alma alada.

Género: 
 

Chá branco

Chá branco, amargo
No âmago da minha boca
Ressalta a nostalgia do passado

Chá branco, que no fundo deixas folhas
E perdes a noção do saber

Género: 
 

Entorpecidos

Há três dias que corre
O sangue das veias licoroso.
O fumo embala-nos
Desconcentra-nos,
O foco não é mais o quotidiano
E a monotonia confunde-nos.

Género: 
 

Pétalas

Rosas verdes vermelhas sangue.
Escárnio desta Mãe Terra
Carnificina de uma manhã
Acordas em tempo de guerra.

Género: 
 

Arde

Consome-me
Estraga, esfrega,
A tua pele na minha
Arranca os olhos
Com o meu olhar
Descola as minhas unhas
À tua dentada
Ser da tua euforia

Género: 
 

Tonight

Long night and calm
In the dark statements of the trees
You have to carry me...

Género: 
 

Ode de uma noite vazia

Há um corpo a menos numa cama vazia
E um definhado vácuo preenchido
Sinto-me em quarto crescente sem ti aqui...

Género: 
 

Quimera

As tuas mãos com cheiro
branco-pérola
A brisa do teu ser
Sopra
Espera-me

E espero-te

A tua mão invisível
toca-me
contorna-me

Género: 
 

Afogo

(Melancolia, que o meu tempo afaga...
Melancolia, e o meu tempo se esgota)

Mergulho no teu mar
E nos seios das ondas.
Vejo o teu rosto,
Nas areias remotas.

Género: 
 

Palavras

Ardente
Vontade

Sopro
De repente
A chama

Descalços
Sobre a calçada.

Em cima
Vejo

Fogo
Frio
Fome.

Amor?
Voraz

Género: 
Subscribe to Conteúdo
Top